Pais com maior controle, receita aumentou em 70%

Veja como o Wesley Moura, da rede Coleguium, conquistou a confiança dos responsáveis oferecendo mais transparência e controle na cantina.

 
Wesley Moura tem 32 anos e é Engenheiro de Produção. Começou a atuar no setor comercial do Coleguium em 2014, e desde 2015 atua como coordenador de alimentação da rede. Ele é o primeiro participante do Super Papo de Cantina.
 

Da "fichinha de lanche" à cantina digital


Desde 2016, com um projeto para melhorar controle de vendas e oferecer um meio de pagamento confiável para os pais, o Wesley encontrou na Nutrebem um sistema que vai muito além de uma forma de pagamento, mas sim uma parceria que foi capaz de auxiliar no crescimento da receita em 70%, auxiliar a grade curricular das aulas e a satisfação dos pais.



Antes dessa parceria, Wesley já tinha um projeto de eliminar a circulação de dinheiro vivo na cantina pois sabia que esse era um dos principais motivos que causavam insegurança nos responsáveis.


Uso indevido, trocos, perda e furto... Sabemos também que onde existe manipulação de alimentos não deveria ter circulação de dinheiro. Além disso, muitos alunos deixavam de consumir na escola simplesmente por não ter maturidade suficiente para fazer as melhores escolhas ou manusear dinheiro em espécie na avaliação de seus responsáveis.


A primeira tentativa de Wesley foi implantar fichinhas, como uma forma de oferecer maior controle para as famílias.


Entretanto, em pouco tempo, comerciantes do entorno da escola já estavam aceitando o meio de pagamento como um "mercado paralelo", invalidando toda a proposta de segurança que a cantina escolar tinha oferecido às famílias com essa proposta.


Foi justamente isso que fez o Wesley dar o próximo passo e digitalizar sua cantina.

 

Transparência + Cardápio nutritivo + Controle = Frequência de consumo


Wesley sempre se preocupou em entender o perfil do seu cliente e em pensar em como gerar mais valor para ele.


Com a transparência oferecida pela cantina, e a divulgação desse bom trabalho para os responsáveis, Wesley começou a experimentar um aumento de faturamento, ano contra ano, ao mesmo passo que a Rede Coleguium também expandiu em ritmo acelerado em Minas Gerais.



Ele percebeu rapidamente que o negócio de cantina, diferente de uma lanchonete, não tem relação com vender mais em um único dia, mas sim com frequência de consumo.


Como ganhar a confiança dos responsáveis era o maior desafio.


Ter a gestão de uma rede de mais de 10 cantinas em um único aplicativo, oferecendo mais segurança financeira e nutricional aos responsáveis, além de ganhar inteligência sobre vendas e público do seu próprio negócio, atrelado a uma boa divulgação em parceria com a escola, foram os principais responsáveis desse crescimento.

 

Confira o bate-papo completo com o Wesley no Link abaixo:


Esperamos que tenha gostado! Nesta quinta-feira, dia 22, vamos conversar com Rafael Galvani, da Rede Lanchar - Escola Adventista - SC.


Nos encontramos lá!

40 visualizações