O lanche na escola pode ensinar seu filho a fazer melhores escolhas alimentares em casa.


É na cantina escolar onde as crianças ganham liberdade para escolher o que querem comer pela primeira vez. Para nós, esses momentos são oportunidades valiosas de se iniciar conversas importantes sobre alimentação com as crianças.

Usando nosso app você ganha dois fortes aliados na educação de hábitos alimentares mais saudáveis para seu filho: o cardápio avaliado por nossas nutricionistas e o painel nutricional dos alunos.

Baseado nos princípios da Disciplina Positiva, vamos compartilhar algumas dicas de como trabalhar esse assunto no dia a dia.


1- Dê escolhas: defina uma gama de produtos permitidos, sem comprometer a variedade.

Acesse o cardápio completo da cantina pelo app e selecione alguns produtos que você gostaria que seu filho consumisse. Envolva a criança no processo dando escolhas.

Para diminuir os riscos, você pode bloquear a compra de produtos pelo app. É possível restringir o acesso totalmente ou por dia da semana.

IMPORTANTE: Não force a criança a comer uma única coisa, como também não deixe que ela coma qualquer coisa. Algo como:

“No lanche de amanhã, qual fruta você prefere? A melancia ou a banana?”


2 – Encoraje com desafios semanais

Encorajar uma criança é muito mais benéfico para sua autoestima do que simplesmente elogiar.Encorajar é dar poder e acreditar que a criança é mais capaz do que ela imagina.

Quando quiser sugerir que o seu filho experimente um novo alimento na cantina, coloque-se no lugar dele:

“Eu sei que será um esforço para você experimentar, mas você consegue. Faça no seu tempo, você pode”.

Uma boa ferramenta para esses incentivos é o Painel Nutricional. Você pode definir uma meta de consumo de produtos nutritivos na semana e acompanhar a evolução pelo app. Mantenha a criança incentivada com conversas diárias sobre suas escolhas.


3 – Estabeleça uma relação de confiança

Mostre que confia no seu filho (a). Converse com ele todo dia para saber se conseguiu comer tudo que comprou e que apareceu no app. É uma forma de saber se ele está comprando além ou a menos do que ele precisa.

“Você ficou satisfeito só com a fruta hoje? Tem dias que estamos com menos apetite. É importante respeitarmos nosso senso de saciedade, que bom que você está aprendendo a se conhecer e principalmente se respeitar”

4 – Combine ao invés de mandar

Faça combinados em vez de impor regras. Convide a criança a escrever e desenhar os combinados, a sugerir, expor sua opinião. Assim a criança ficará mais comprometida e envolvida com os combinados que ela participou.

“Filho, sei que tem dias que ficamos com vontade de comer um doce. Que tal comer uma fruta bem docinha? Daí já passa um pouco da vontade, assim você se distrai e mantemos nossos combinados”

Para facilitar esse processo, você pode iniciar a rotina restringindo o acesso em alguns dias da semana de produto que considera mais apelativos. O diálogo é o caminho mais sustentável, mas a funcionalidade de restrição ajuda (e muito!) a vencer os primeiros obstáculos.

E o mais importante nesse processo, assim como na formação de hábitos alimentares saudáveis: repetição. Persista e repita várias vezes.



153 visualizações